Apresentação

A Rede de Gestão da Sustentabilidade (RGS) é uma organização caracterizada pelo desenvolvimento e implantação de soluções sustentáveis para auxiliar empresas de todos os tipos e perfis a adotarem práticas de gestão e compromisso que vão além da adequação à legislação.

A RGS transfere para os seus clientes soluções inovadoras que contribuem com ética e eficiência nos modelos de negócio adotados. As empresas que trilham esse caminho alcançam a excelência no relacionamento com os seus stakeholders, acesso facilitado a linhas de crédito especiais, redução nos riscos e passivos socioambientais, além de contribuição para a perenidade dessas empresas.

A RGS herda das organizações a ela associadas uma significativa experiência em projetos direcionados à inovação, competitividade e sustentabilidade de empreendimentos. Cada uma das associadas aporta à rede suas competências e experiências as quais se complementam e ser reforçam em prol da sustentabilidade de seus clientes e parceiros.

Através da RGS as empresas colocam o entendimento da sustentabilidade em prática.

RGS – Soluções Sustentáveis para uma Sociedade Justa e Responsável.

compromisso assumido junto aos clientes e parceiros é o de atingir a excelência técnica no trabalho realizado, através de critérios gerenciais, rigorosos padrões éticos e a busca do justo equilíbrio entre o custo e o benefício.

Parceiros

LCG Inovação LCG Licenciamentos LCG Gerenciamentos de Resíduos LCG Sistema de Gestão ENS – Escola de Negócios Sustentáveis Cidade Limpa Ambientum


Missão

Consolidar-se como um centro de referência no atendimento às demandas que envolvam a sustentabilidade em organizações e cadeias produtivas.

Visão

Proporcionar a sustentabilidade das organizações produtivas por meio da gestão de processos e do foco no mercado, disseminando responsabilidade socioambiental, junto a clientes, fornecedores, parceiros e a sociedade.

Valores

Competência, Profissionalismo, Empreendedorismo, Comprometimento, Ética, Transparência e responsabilidade socioambiental estão entre os principais valores prezados por nossa equipe.

Controle de Qualidade / Satisfação do Cliente

Estabelecemos uma via direta de comunicação com a Diretoria da RGS Rede de Gestão da Sustentabilidade por meio de um canal de acesso denominado FALE COM A DIRETORIA.

O que é ? Trata-se de um canal aberto para encaminhamento de críticas, sugestões e, também, de reclamações em face de problemas com atendimento e serviços prestados.

Queremos conhecer como os nossos clientes e parceiros avaliam os nossos serviços, qual é a real presteza e a eficácia no atendimento das suas demandas, que problemas eles enfrentam, conhecer as críticas, as sugestões, e buscar repostas e soluções.

Estrutura Física

A RGS é uma rede composta por empresas que possuem cada uma, suas respectivas sedes. Portanto, a estrutura física da RGS contempla apenas a sede da própria rede, situada em Balneário Camboriú, a qual conta com apoio e o suporte logístico da demais empresas componentes da rede.

Estrutura Física RGS

Estrutura Gerencial

A estrutura gerencial da RGS é constituída pelos departamentos apresentados a seguir. E dirigida pelo sócio fundador Alexandre de Avila Leripo.

Organograma RGS



Perfil do Fundador

O fundador da RGS é Alexandre de Avila Leripio, Engenheiro Agrônomo(UFPel/1993), Mestreem Agronomia (UFPel/1996), com dissertação desenvolvida sobre o tema valorização de resíduos, Doutor em Engenharia de Produção (UFSC/2001), com tese desenvolvida sobre o tema sustentabilidade das organizações.

Alexandre de Avila Leripio
  • Auditor Ambiental Líder (Canadian QMI/1997).
  • É professor e pesquisador da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), desde 2000 vinculado a cursos de graduação (Eng. Ambiental, Eng.Civil e Administração) e de pós-graduação (Especialização em Gestão Ambiental, Especialização em Direito Ambiental, Especialização em Gerenciamento de Projetos e MBA em Gestão Empresarial). Atualmente, compõe o campo docente dos Programas de Mestrado em Gestão de Políticas Públicas (PMGPP) e de Administração (PPGA) da UNIVALI.
  • É professor, colaborador e pesquisador associado ao Programa de Pós Graduação em Engenharia de Gestão do Conhecimento (PPEGC), da Universidade Federal de Santa Catarina.
  • Participou como professor convidado de cursos de pós-graduação(especialização lato sensu e Mestrado e Doutorado Stricto Sensu) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC), Universidade do Sul de Santa Catarina (UNESC), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), entre outras.
  • Co-Autor do Capítulo Gestão Ambiental no Livro “Introdução à Engenharia de Produção”, organizado por Mario Otavio Batalha (Elsevier, 2007), agraciado com o Prêmio Jabuti de Literatura Edição 2008, Categoria Ciências Exatas, Tecnologia e Informática.
  • Co-Autor do Livro “Auditoria Ambiental” (Atlas 2008), esgotada as primeiras duas edições, atualmente está em sua terceira edição.
  • Co-Autor do Capítulo Gestão de Políticas Públicas de Saneamento Básico no Livro “Manual do Saneamento Básico”, organizado por Arlindo Philippi (Manole, 2011).
  • Atuou como Instrutor em empresas como: PETROBRAS, TRANSPETRO, Tractebel Energia, Furnas Centrais Elétricas, Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (FATMA), Fundação do Meio Ambiente de Itajaí/SC (FAMAI) e outras.
  • Possui aproximadamente 16 anos de experiência em consultoria focalizada em sustentabilidade das organizações. Atuou como Consultor em projetos na área de gestão em organizações como: Tractebel Energia, Furnas Centrais Elétricas, SEBRAE Santa Catarina, SEBRAE Pará, SEBRAE Nacional e outras. Coordena a implantação de um Sistema de Gestão Ambiental certificável pela norma NBR ISO 14.001:2004 na estação brasileira na Antártica (Est. Ant. Comandante Ferraz),em projeto apoiado pelos Ministérios do Meio Ambiente (MMA),da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), das Relações Exteriores (MRE) e da Defesa (MD).